Flutuantes Passeios

Danielle Lins

Textos

Convivência

Ser gentil faz bem
E quebra o mal
É quase um patuá
Feliz de quem
Em vez do grosso sal
Põe flores no olhar

Diante do grito
A palavra amena
No caos, no agito
A postura serena

Sábio o que não responde
O que não discute
O que não se altera
Subir silenciosamente o monte
Sem que se escute
Seu rugir de fera

Ser gentil, educado, ter calma
Se impor sem qualquer violência
Faz bem ao mundo e à alma
É uma arte a convivência.

Danielle Lins
Enviado por Danielle Lins em 27/02/2013


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Seguir @daniellewheelys