Flutuantes Passeios

Danielle Lins

Textos


Amuleto

Alegria constante
E esse carinho, essa compreensão,
A cada passo da história,
A cada situação...

O sonho da fada madrinha,
Do que traz felicidade.
O sonho que hoje, aqui,
Se torna realidade.

Talvez por simpatia
(A mais bela das afeições)...
Talvez por esses sorrisos,
Essas dúvidas, indecisões...

Não é possível explicar
O que se sente assim tão forte!
Amuleto em forma de gente...
Talvez seja só sorte...

Rio/Junho/1994
Danielle Lins
Enviado por Danielle Lins em 26/08/2006


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Seguir @daniellewheelys