Flutuantes Passeios

Danielle Lins

Textos

Tristeza
A tristeza é uma flor que não nasce
mesmo plantada a semente
na melhor terra do mundo
A tristeza é, diante do impasse,
sentir no amigo ausente
tão raso o amor profundo

A tristeza é querer perdoar
e o coração desmentir
em lágrimas magoadas
A tristeza é deixar entrar
Depois bater à porta a sorrir
E as portas estarem fechadas

A tristeza tem muitos mistérios
Se esconde no peito e no olhar
Sua justiça tem critérios
Que eu não posso explicar

A tristeza é um mal entendido
Que todo mundo entendeu
Deixa o coração partido
Dói onde nunca doeu

A tristeza é como um pesadelo
Uma noite longa e escura
Pra eu me debater
Nasce o sol para que eu possa vê-lo
E termina a minha procura
E começo então a viver

Danielle Lins
Enviado por Danielle Lins em 29/05/2007
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Danielle Lins - www.daniellelins.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Seguir @daniellewheelys